Esportes

Suplemento contaminado! USADA anuncia suspensão de um ano para Anderson Silva

Anderson Silva poderá voltar a competir em novembro deste ano

Anderson Silva poderá voltar a competir em novembro deste ano – Rigel Salazar

Depois de meses de análises, o julgamento de Anderson Silva sobre o flagra em um exame antidoping finalmente chegou ao fim. Nesta quarta-feira (18), o brasileiro recebeu a punição de um ano retroativa à data da coleta do teste. Dessa forma, o brasileiro poderá voltar a atuar a partir do dia 10 de novembro deste ano.

A suspensão foi anunciada pela USADA (agência antidoping americana) e garantiu ao atleta o direito de tentar limpar a sua imagem. Afinal, assim como os compatriotas Junior ‘Cigano’, Marcos ‘Pezão’ e Rogério ‘Minotouro’, o ‘Spider’ foi declarado vítima do consumo de suplementos contaminados oriundos de uma empresa de manipulação de remédios.

Escalado para enfrentar Kelvin Gastelum no final da temporada passada, Anderson foi flagrado com duas substâncias proibidas em seu corpo: metabólicos de methyltestosterone, tipificado como um anabólico, e hidroclorotiazida, um diurético que pode ser usado para mascarar outras substâncias ilícitas.

Ainda de acordo com o comunicado oficial da USADA, o ex-campeão peso-médio (84 kg) do UFC colaborou com a investigação e cedeu amostras de todos os suplementos que ele fazia uso na época do flagra. Após análise em um laboratório na cidade americana de Salt Lake City, a contaminação ficou comprovada.

Vale lembrar que em 2015 Anderson foi punido por um ano após um teste antidoping acusar o uso de diferentes substâncias proibidas. Na ocasião, o atleta, que alegou ter feito uso de um estimulante sexual tailandês, teve sua vitória sobre Nick Diaz anulada.

Fonte: Ag. Fight

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
%d blogueiros gostam disto: