NotÍcias

Novo 'Homem-Aranha' é a grande estreia da semana

Surpreendente. Assim está sendo qualificado por muitos fãs das histórias em quadrinhos do ‘Homem-Aranha’ o novo filme do super-heroi. Disponibilizado em mais de 20 salas de cinema nas versões 2 e 3D, o longa-metragem chega as telonas 10 anos depois da estreia da trilogia de Sam Raimi, contando em detalhes a origem do aracnídeo. A nova aventura de Peter Parker estreia nos cinemas de todo o Brasil nesta sexta-feira, 06, e tem tudo para ser um fenômeno de bilheteria.

Ignorando os filmes de Raimi, o longa de Marc Webb reconstrói a história do protagonista e não decepciona. Andrew Garfield é extremamente carismático e tem uma química forte com Emma Stone (Gwen Stacy) – tanto que o namoro saiu das telas para a vida real. Outros destaques são as sequências dos ‘voos’ do homem-aranha, o humor sutil do personagem e os ataques do assustador do vilão ‘lagarto’.

‘O Espetacular Homem-Aranha’, que arrecadou US$ 35 milhões em seu primeiro dia de exibição nos Estados Unidos, tornando-se a maior bilheteria de abertura de todos os tempos em uma terça-feira, é a estreia de uma nova trilogia da Sony. A primeira franquia faturou cerca de US$ 2,5 bilhões em capítulos lançados em 2002, 2004 e 2007, e estrelados por Tobey Maguire. Ah! E uma dica: não saia do cinema antes dos créditos para não perder a última cena, uma deixa para a continuação que deve estrear em 2014. Fonte: Correio


Circuito Alternativo
Estreia no Circuito Sala de Arte o filme holandês ‘Movimento Browniano’. O longa-metragem conta a história de uma médica casada e com um filho, que tem encontros secretos com pacientes. Mas após descobrir o segredo, seu marido propõe que a família mude para a Índia, a fim de salvar o casamento. O documentário nacional ‘Paredes Pintadas’. Dirigido por Pedro Santos, o filme é um relato de quatro mulheres, que lutaram contra o golpe militar de 64 e foram militantes da organização clandestina Vanguarda Popular Revolucionária (VPR).

O ‘Programa especial Claro Curtas’ é exibido na sala Alexandre Robatto. Com duração total de 80 minutos, ficam em cartaz os finalistas e vencedores das duas primeiras edições do Festival Nacional de Curtíssima Metragem e o resultado do Laboratório de Experimentações audiovisuais – Circuito Bahia. A classificação é 10 anos. Já na Walter da Silveira, é exibido o drama francês ‘Mãos ao alto!’.

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
%d blogueiros gostam disto: