Esportes

Neymar deixa treino mancando após sentir dores no pé direito

O atacante Neymar, 26, deixou o treino desta terça-feira (19) após 15 minutos de atividade. Segundo a assessoria da seleção, ele sentiu dores no tornozelo direito, ainda em razão das pancadas que recebeu na partida de estreia na Copa, domingo (17), no empate diante da Suíça.

Ainda no domingo, o médico da seleção, Rodrigo Lasmar, disse que “as pancadas foram no tornozelo, e não no pé operado”. O jogador teve uma fratura no quinto metatarso do pé direito no fim de fevereiro, durante partida entre PSG e Olympique, pelo Campeonato Francês. Passou por cirurgia no início de março e passou quase três meses de recuperação na sequência.

No treino desta terça, o atacante sentiu dores quando participava de uma roda de bobinho com Willian, Miranda, Thiago Silva, Coutinho e Paulinho. Assim que sentiu, ele deixou a atividade mancando, ao lado do fisioterapeuta Bruno Maziotti.

Ainda segundo a CBF, não é nada grave e ele treinará normalmente na quarta-feira (20). Nesta sexta-feira (22), às 9h, o Brasil enfrenta a Costa Rica, em São Petersburgo, pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo da Rússia.

Durante a partida de estreia contra a Suíça, Neymar levou a mão ao tornozelo direito e passou a mancar, indicando dores no local. No segundo tempo, passou a caminhar de forma tímida pelo lado direito, de vez em quando com dificuldades para pisar no chão.

Neymar voltou aos gramados no amistoso entre Brasil e Croácia, em Liverpool.
“Depois que esfria, dói. Mas não é nada preocupante. Não tenho nada a declarar [sobre as faltas sofridas].

Se a arbitragem não presta atenção, é ruim para o futebol”, reclamou o atacante após a estreia. Ele deixou o vestiário da seleção caminhando com dificuldades.

As imagens abaixo foram feitas pelo Esporte Interativo.

No jogo contra os suíços, o atacante Neymar sofreu o maior número de faltas por um único atleta em uma mesma partida de Copa do Mundo desde 1998. Foram 10 infrações em cima do camisa 10 da seleção brasileira.

Antes do brasileiro, o mais caçado em campo foi inglês Alan Shearer, no Mundial disputado na França. Na oocasião, ele sofreu 11 faltas na vitória por 2 a 0 contra a Tunísia.

Apesar do excesso de infrações em cima do jogador brasileiro, o médico da seleção Rodrigo Lasmar demonstrou tranquilidade com a situação do atacante.

“Nenhuma preocupação. Da parte médica, ele estará 100% para o próximo jogo. Não vai passar por nenhum tratamento específico, não estamos preocupados”, disse o médico –o Brasil pega a Costa Rica na sexta-feira (22).

Segundo Lasmar, “as pancadas foram no tornozelo, e não no pé operado”, explicou.

Fonte: Folhapress

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
%d blogueiros gostam disto: