NotÍciasPolítica

‘Já adverti o garoto’, diz Bolsonaro sobre vídeo em que filho fala em fechar STF

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) disse ter advertido seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), por declaração sobre fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF). “Eu já adverti o garoto, o meu filho, a responsabilidade é dele. Ele já se desculpou”, disse o presidenciável em entrevista ao SBT nesta segunda-feira (22). O capitão da reserva também acrescentou que a declaração de Eduardo Bolsonaro foi feita em julho, em justificativa.

+Postar selfie com blusa de candidato no dia da eleição pode ser crime

Eduardo tem 34 anos e assumirá em fevereiro seu segundo mandato após se eleger deputado federal com a maior votação da história. Durante aula para um cursinho preparatório, em julho deste ano, ele disse que para fechar o STF bastaria um cabo e um soldado.

“Ele aceitou responder uma pergunta que não tinha nem pé e nem cabeça e resolveu levar para o lado desse absurdo aí. Nós temos todo o respeito e consideração com os demais poderes e o Judiciário obviamente é importante”, disse Jair, em defesa do filho. “No que depender de nós isso é uma página virada”, acrescentou.

Em defesa do filho, Bolsonaro ainda se referiu a uma declaração do deputado federal Wadih Damous (PT) sobre o fechamento da Suprema Corte em abril deste ano. “Wadih Damous falou de forma bastante consciente em fechar o STF e não teve essa repercussão toda”, ponderou o militar.

O petista gravou um vídeo, em abril deste ano, criticando o ministro Luís Roberto Barroso, que deu o voto mais contundente a favor da prisão de condenados em segunda instância. O julgamento teve impacto no caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que teve um habeas corpus preventivo negado pela Corte. Damous é advogado e ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Rio de Janeiro.

Fonte: Bahia Noticias

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close