BahiaNotÍcias

Incêndio em boate faz clínica ser evacuada no Rio Vermelho

Mesmo sem o prédio da clínica ser atingido, medida foi tomada por precaução

Publicidade

Um foco de incêndio no começo da tarde desta sexta-feira (29) na Pirâmide do Rio Vermelho fez com que pacientes tivessem que ser retirados da Clínica Amo, que funciona em um prédio vizinho ao local atingido pelas chamas. No espaço será inaugurada a boate San Sebastian na próxima semana,

O incêndio foi controlado antes mesmo do Corpo de Bombeiros chegar ao local. Ainda assim, eles permaneceram por um tempo no prédio para evitar que as chamas voltassem. Em nota, a San Sebastian informou que o foco foi gerado por um respingo de solda durante uma obra. “Não afetou a estrutura, nem houve maiores consequências. Antes da liberação da continuação dos trabalhos na obra, os bombeiros vistoriaram o local e verificaram que não haviam riscos”, diz o texto.

A clínica Amo, que é especializada em oncologia, informou que resolveu evacuar sua unidade mesmo com as chamas não tendo atingido seu prédio por precaução. Os pacientes que estavam em tratamento foram transferidos para a unidade do Itaigara,a companhados pela equipe médica e de enfermagem, e concluíram os procedimentos de maneira normal. O atendimento eletivo foi suspenso. De acordo com a clínica, o local não estava cheio.

“A segurança e integridade física de nossos pacientes e colaboradores é nossa prioridade e ficamos felizes em informar que todos os procedimentos foram conduzidos por nossa brigada de incêndio, não havendo outros incidentes. Todos passam bem”, diz o texto da nota.

Outro incêndio

Um outro incêndio aconteceu no local em fevereiro deste anoO prejuízo foi calculado em cerca de R$ 200 mil, mas o acidente poderia ter sido pior. Isso porque as duas boates que funcionavam no local – XYZ e Zero – juntas tinham capacidade para 1.500 pessoas, mas estavam fechadas desde o Carnaval. Ninguém ficou ferido no incêndio.

Segundo Pedro Sarkis, sócio da XYZ, os locais contavam com isolamento acústico antichamas e sistema de segurança anti-incêndio adequados, como splinkers no teto e portas corta-fogo. “Fui o primeiro a entrar no local, junto com os bombeiros, que chegaram 10 minutos após a primeira chamada”, ele contou na ocasião.

Daniel Requião, sócio da Zero e da XYZ, fez uma estimativa de todas as perdas. “Pelo que vi até agora, o prejuízo é em torno de R$ 200 mil”. O valor exato deve ser calculado após o resultado da perícia no local. As duas casas, que abriram em junho do ano passado, não tinham seguro contratado atualmente.

Moradores que vivem próximos ao local teriam ligado para o Corpo de Bombeiros às 2h40 da manhã, segundo a assessoria. “O fogo estava em um ponto da Zero. Depois de controlar a situação, os bombeiros foram embora e eu ainda fiquei no local, para ver como estava o restante da boate, e parecia tudo sob controle”, lembrou Pedro.

Outro chamado foi feito no início da manhã. Por volta das 5h, os bombeiros retornaram ao local. Segundo a assessoria, os incêndios não tinham ligação e aconteceram em locais afastados.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
%d blogueiros gostam disto: