Saúde

Conheça os 9 principais fatores que atrapalham o desempenho sexual

Para manter equilíbrio físico e emocional é preciso atentar-se há alguns hábitos

Diversas  pesquisas revelam que a vida sexual é parte importante na saúde do homem. E que a atividade influência de maneira expressiva em outras funções essenciais do organismo, e em sensações como o bem-estar e o prazer. Por isso, é importante atentar-se para alguns hábitos que podem prejudicar a performance sexual.

+Urologistas alertam para uso “recreativo” de remédio contra impotência

Segundo o cirurgião especialista em urologia, rins, próstata e prótese, e fundador da Lifemen, rede de clínicas que reúne serviços especializados na área de saúde sexual masculina, Dr. Emilio Sebe Filho, práticas como fumar, beber, sedentarismo, estresse, ansiedade e má alimentação influenciam na vida sexual masculina.

“Há uma série de questões que podem afetar o desempenho, tanto psicológicas, emocionais e físicos. Por isso a importância de entender cada fator e descobrir como evitá-los. O investimento e atenção com a vida sexual ativa deve ser constante”, explica Dr. Emilio.

Veja abaixo:

Fumar 

O tabagismo é um dos piores hábitos que um indivíduo pode desenvolver quando o assunto é qualidade em saúde. Não somente prejudicial para o sistema respiratório e as estruturas pulmonares, o hábito de fumar também compromete o funcionamento do sistema cardiovascular, o sistema venoso e, consequentemente, a atividade sexual.

Beber 

O consumo excessivo de álcool já é apontado como uma das causas do desenvolvimento de problemas cardiovasculares, de doenças como a diabetes e, até mesmo, do excesso de peso. Todos esses fatores influenciam de maneira direta ou indireta na prática sexual.

Sedentarismo

Ao não praticar nenhum tipo de atividade física, além de diminuir a disposição e, até mesmo, o condicionamento físico do indivíduo durante o sexo, também pode t consequências cardíacas e vasculares para o homem, influenciando na capacidade de manter uma ereção.

Estresse

O estresse está ligado diretamente a quadros de dificuldade de ereção, assim também como os de ejaculação precoce e falta de libido. Por isso, passar por estresse e viver rotinas intensas resultam em consequências sérias para a saúde emocional e sexual.

Ansiedade

A ansiedade é um problema que pode causar comportamentos extremos, como o consumo exagerado de álcool, a má alimentação e o tabagismo. A doença tem origem com a preocupação no desemprenho sexual, e também pode causar alguns distúrbios, como a falta de lubrificação, disfunção erétil e ejaculação precoce.

Má Alimentação 

Uma alimentação irregular pode influenciar no desenvolvimento de alguns fatores complicadores da vida sexual, como o excesso de peso e o estresse. Por isso, manter uma dieta saudável e equilibrada faz total diferença na saúde.

Insônia 

Com a falta de repouso necessário, muitos homens estão propensos a terem episódios de cansaço. Com isso o organismo tende a funcionar de uma forma mais ansiosa e estressada, afetando na forma como o sangue flui, e consequentemente prejudicando a ereção masculina.

Medicamentos

Alguns medicamentos indicados para diferentes problemas, podem interferir na dificuldade de ereção. Como, por exemplo, os remédios sugeridos para doenças no coração, que podem influenciar na libido, diminuindo o desejo e desempenho sexual.

Diabetes 

 A diabetes provoca uma inflamação nas paredes das artérias, acumulando gordura e consequente provocando o entupimento dos vasos. Esse fator afeta diretamente o desempenho sexual, já que para uma boa ereção é importante que os vasos sanguíneos da região genital estejam saudáveis.

Com informações Noticias ao Minuto

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close