BrasilNotÍcias

Comlurb recolhe mais de 55 toneladas de peixes mortos na lagoa Rodrigo de Freitas

Segundo a Secretaria Municipal de Conservação, houve uma redução dos níveis de oxigênio na água

A Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana) recolheu 55,1 toneladas de peixes mortos na lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, entre as manhãs de quinta (20) e sexta-feira (22), segundo comunicou em nota. As informações são da Agência Brasil.

Nesta semana, foi registrada uma grande mortandade de peixes no local, que é um dos principais pontos turísticos da cidade. Segundo a Secretaria Municipal de Conservação, houve uma redução dos níveis de oxigênio na água.

Um dos motivos para isso, segundo o biólogo Mario Moscatelli, especializado no estudo das lagoas do Rio, é o forte calor que vem atingindo a cidade do Rio de Janeiro nos últimos dias.

De acordo com a Comlurb, quase 180 garis atuam no local, com o apoio de quatro embarcações, para retirar os peixes mortos. Ainda segundo a empresa, o trabalho prosseguirá até que cesse a mortandade dos animais.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close