NotÍcias

BRASIL: Governo negocia com detentos que ocupam telhado de presídio no RN

Agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) do Rio Grande do Norte, e policiais militares adentraram a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal, para tentar retomar o controle da unidade, no início da tarde desta segunda-feira.

 Na manhã desta segunda detentos ocuparam o telhado da prisão, segurando pedaços de pau e gritando ameaças para outros presos. A ação ocorre um dia após a morte de 26 pessoas no presídio.
No momento, os presos estão fazendo barricadas para impedir a retomada do controle da área e integrantes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) negociam uma entrada pacífica.
O governo estadual lançou uma nota na tarde desta segunda destacando as dificuldades do trabalho de retirada de possíveis vítimas da penitenciária. “Em virtude das instalações do presídio estarem bastante danificadas, por causa das últimas ocorrências, e por ainda concentrarem detentos nas áreas internas, tem sido um trabalho difícil e demorado. Outro fator que também dificulta a identificação é a situação em que alguns corpos foram encontrados”, diz o texto. 

A nota ressalta que mais corpos podem ser encontrados, como já havia afirmado o secretário da Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, e garante que o Executivo não tem interesse em omitir o número de mortos na rebelião.

 

Confira a nota na íntegra:

“Com relação à situação no presídio estadual de Alcaçuz, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte presta os seguintes esclarecimentos: O Instituto-Técnico e Científico de Perícia (ITEP) tem realizado o trabalho de retirada dos corpos. Na noite deste domingo (15), foram contabilizados 26 óbitos. Em virtude das instalações do presídio estarem bastante danificadas, por causa das últimas ocorrências, e por ainda concentrarem detentos nas áreas internas, tem sido um trabalho difícil e demorado. Outro fator que também dificulta a identificação é a situação em que alguns corpos foram encontrados.

 

O ITEP permanece trabalhando e existe a possibilidade de que outros corpos sejam descobertos nas dependências do presídio, portanto, esses números poderão ser atualizados. O Governo do Estado trabalha com absoluta transparência e não tem interesse em esconder as informações. As ações policiais ainda atuam em Alcaçuz para preservar o controle no local. Nesta segunda-feira (16) está em andamento uma operação no presídio, com GOE, Choque e Bope, além do apoio de outros órgãos, para a realização de um pente fino no presídio, com o objetivo de manter a ordem e identificar se há outros mortos.

 A Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejuc) está gradativamente realizando a contagem de presos nos pavilhões. Só após a conclusão dessa contagem será possível confirmar se houve fugas. Na madrugada, por volta das 3h da manhã, detentos do presídio provisório Raimundo Nonato, na zona Norte de Natal, iniciaram um motim. Alguns colchões foram queimados e os agentes realizaram alguns disparos para conter o grupo, até a chegada do reforço da Polícia Militar com o BOPE e BP Choque na área externa. Até o início da manhã, a PM permaneceu no local aguardando a chegada do Grupo de Operações Especiais (GOE) para realizar uma revista no local. A situação está controlada e não há informação sobre feridos na unidade.

 Coletiva

A partir das 17h os secretários de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, e da Segurança Pública, Caio Bezerra, estarão à disposição da imprensa na sede da Secretaria de Segurança Pública para prestar as informações mais recentes sobre as ações realizadas nas últimas 24 horas”.
Via iBahia
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
%d blogueiros gostam disto: