NotÍcias

Após assembleia, professores decidem manter greve no estado

Os professores da rede estadual que estão em greve há 35 dias decidiram, depois de uma assembleia geral realizada na manhã desta terça-feira (15), que vão manter a greve na capital e no interior.

Mais de um milhão de alunos permanecem sem aula. Segundo informações da TV Bahia, na última sexta-feira (11) o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB), Rui Oliveira, e a secretária da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação se reuniram com representantes do Ministério de Educação em Brasília para pedir atenção à área da Educação da Bahia.

Os professores exigem que o governo estadual pague a toda a categoria o reajuste de 22,22% previsto em acordo assinado ano passado. Entretanto, o Executivo concedeu o aumento sugerido apenas para um quadro especial – que reúne os professores do chamado magistério. Os demais recebem 6,5%, igual a todos os servidores do estado.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
%d blogueiros gostam disto: