CinemaCultural

Adoráveis Mulheres mostra feministas no século XIX

Filme baseado em livro de Louisa May Alcott tem Emma Watson e Meryl Streep no elenco

Adoráveis Mulheres é um velho conhecido do público, já tendo ganhado cinco adaptações para o cinema. Agora, é a vez de Greta Gerwig (Lady Bird/2017) levar para as telas a história criada pela escritora americana Louisa May Alcott (1832-1888).

O livro foi publicado em 1868, trÊs anos após o fim da Guerra Civil. Conta a história de quatro irmãs, crescendo durante a guerra. O pai está ausente, combatendo no front, e a mãe vira a fortaleza do lar. As irmãs são diferentes entre si, e Jo, inspirada na autora, desde logo revela seu pendor para a escrita.

Como nas outras versões, a atural é repleta de jovens atrizes promissoras: Saoirse Ronan (Jo), Eliza Scanlen (Beth), Emma Watson (Meg) e Florence Pugh (Amy). Saoirse, vale lembrar já havia atuado com Greta em Lady Bird e concorreu ao Oscar de melhor atriz na ocasião. E ainda tem a onipresente Meryl Streep.

As quatro irmãs revelam-se bem diferentes umas das outras: enquanto uma outra busca um marido rico, outra quer casar com um jovem mesmo que ele seja pobre e há ainda aquela que deseja viver sozinha para ter mais liberdade. Há ainda o desejo de ser pintora ou escritora, o que soava avançado demais para uma mulher em pleno século XIX.

Feminismo
“Eu tinha uma ideia muito específica do que se tratava: é sobre as mulheres como artistas e é sobre as mulheres e o dinheiro (…) Este filme parece mais autobiográfico do que qualquer coisa que eu tenha feito”, afirma Gerwig, que já perdeu as contas de quantas vezes leu o romance.

Como roteirista, Gerwig, para dar um tom mais feminista ao longa, se permitiu pegar uma frase de outro livro de Louisa May Alcott e colocá-la na boca de uma das irmãs: “Estou cansada dessa gente que diz que as mulheres são feitas para o amor, cansada mas também solitária. Sinto-me sozinha”.

Uma curiosidade: Laura Dern, que vive a mãe das protagonistas, venceu no domingo o Globo de Ouro de atriz coadjuvante por História de um Casamento, dirigido por Noah Baumbach, marido de Gerwig.

Por Roberto Midlej, com agências 
Mostre mais

Artigos relacionados

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Portal Meacheaki Noticias e Entretenimento. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close