Saúde

6 dicas para melhorar a circulação na gravidez

Angiologista Dra. Aline Lamaita apontou os principais cuidados que as gestantes devem tomar durante a gravidez para prevenir problemas vasculares como varizes, inchaço e trombose.

Varizes, inchaço, trombose e dor nas pernas são alguns dos problemas vasculares mais comuns, estando diretamente relacionados a fatores genéticos. Porém, apesar da genética ser preponderante, outros fatores também contribuem para o surgimento destes problemas, como a gestação.

“Um dos principais motivos que fazem com que as futuras mamães apresentem problemas nas pernas tem relação com os hormônios, pois a progesterona, liberada em excesso durante essa fase, aumenta a dilatação de todas as veias do organismo, tornando-as flácidas, o que pode levar a inchaço, dor nas pernas, tonturas e sensação de queimação. Além disso, o crescimento do feto eleva a pressão nas veias das pernas, pois, no terceiro trimestre, o bebê passa a comprimir a Veia Cava, que fica dentro da barriga, o que prejudica terrivelmente o retorno do sangue das pernas para o coração”, explica a cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Para ajudar a evitar estes problemas, a especialista apontou os cuidados fundamentais que devemos tomar com a circulação durante essa fase tão delicada da vida da mulher. Confira:

– Evite ganhar peso em excesso: “Quanto maior for o ganho de peso durante a gestação, mais sofrido será esse período. Isso por que o excesso de peso faz com que a quantidade de volume sanguíneo dentro das veias se eleve, aumentando assim a possibilidade das varizes se desenvolverem. Por isso, nesta fase, assim como em todas as outras, é fundamental manter uma dieta balanceada para ajudar no controle do peso.”

– Pratique alguma atividade física: Se não houver contraindicação pelo seu médico obstetra, faça exercícios físicos. “A panturrilha é o coração das pernas: a cada contração muscular bombeamos o sangue e ativamos a nossa circulação. Situações onde essa musculatura fica parada muito tempo podem causar uma retenção de líquido nas pernas, levando a inchaço, pernas pesadas, cansadas e aumentando a predisposição de desenvolver varizes e trombose venosa. Dessa forma, a prática regular de exercícios que estimulem essa musculatura é fundamental”, ressalta a médica. Para as gestantes, uma boa opção são os exercícios de baixo impacto, pois a contração da musculatura em caminhadas, por exemplo, entre outros benefícios, aumenta a velocidade do fluxo do sangue nas veias, melhorando o retorno do sangue ao coração. Uma dica valiosa é participar de caminhada com amigos, para melhorar a circulação nas pernas e promover o crescimento de novos vasos sanguíneos.

– Beba muita água: Água, sucos e chás são seus melhores amigos durante a gestação, pois são ótimos para ajudar na melhora da circulação do sangue. “Quanto menor a ingestão de água, maior a viscosidade do sangue. Além disso, a desidratação também favorece a queda da pressão arterial, ameaçando vários órgãos. O consumo adequado de água garante que o organismo seja irrigado e bem nutrido de sangue”, enfatiza a angiologista.

– Consulte um cirurgião vascular: A consulta regular com um cirurgião vascular durante a gestação é fundamental, pois ele poderá prescrever meias elásticas, que são grandes aliadas no retorno venoso e ajudam a prevenir problemas de circulação nas pernas, como as varizes e trombose, e medicações que podem melhorar os sintomas de dor, cansaço e edema.

– Faça sessões de drenagem linfática: Quando permitida por seu médico, faça sessões de drenagem linfática. O procedimento ajuda a reduzir inchaços locais e generalizados, além de prevenir e tratar problemas de ordem estética, muscular e articular, promovendo o bem-estar geral do organismo. “Podendo ser aplicada em praticamente todas as partes do corpo, a drenagem linfática age estimulando o sistema linfático, o que acelera o fluxo da linfa e proporciona a mobilização de líquido dos tecidos”, destaca a Dra. Aline. Ou seja, além de ajudar na retenção de líquido, melhorando o inchaço, a drenagem linfática ainda ajuda a relaxar a futura mamãe.

– Tente dormir de lado: “À noite, se possível, durma de lado, de preferência do lado esquerdo. O ato remove o peso do útero de cima da Veia Cava, liberando a circulação das pernas e melhorando o fluxo de sangue para a placenta.”

Porém, a médica ressalta que, mesmo se todas as orientações forem seguidas, não é incomum que pacientes grávidas observem uma piora no aspecto de suas pernas, com vasinhos e veias dilatadas. “Mas não precisa se desesperar já que grande parte disso diminui depois do parto, por isso a necessidade de esperar pelo menos três meses após o nascimento do bebê para cogitar qualquer tratamento para varizes ou vasinhos”, pontua a Dra. Aline Lamaita. Passado esse período, se os problemas vasculares continuarem, uma avaliação completa da circulação pode ser feita e o melhor tratamento será escolhido de acordo com o seu caso.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close